Curiosidades e Mitos da Cuesta

A Cuesta, é uma região repleta de mistérios, entretanto, muitas das lendas que fazem parte da sua história, nunca foram desvendadas. Se você deseja conhecer os mitos que rodeiam a região da Cuesta? Continue a leitura!

Criação de Sacis-Pererês?

pegando saci - na Cuesta

Já ouviu falar sobre criação de Sacis-Pererês? Essa figura folclórica tão conhecida, caiu no gosto da região, depois que um grupo de amigos resolveram criar Sacis em uma fazenda na cidade de Botucatu, pouco tempo depois surgiram relatos de que Sacis foram vistos por toda a região da Cuesta, inclusive em matas nas proximidades dos Chalés.

A história se tornou tão famosa, que por anos seguidos Botucatu sediou o Festival Nacional do Saci, evento para conservar a história folclórica nacional, apresentando-a para as novas gerações.

três pedras - Cuesta

Mistérios da Cuesta

Agora que você já conheceu um pouquinho de todo o universo “encantado”, que nossa região tem a oferecer, vamos nos aprofundar nos mistérios da Cuesta. 

Bem pertinho de nós, estão as maravilhosas rochas conhecidas como Três Pedras, que são um dos atrativos culturais mais misteriosos da nossa região. Muitos moradores citam que fatos inusitados acontecem por lá, juram ter visto “coisas estranhas” no céu, como luzes que se movimentam e que é comum o aparecimento de Ovnis, dizem que o local serve como ponto de aterrissagem de óvnis, os famosos discos voadores. Em 2010, um grupo de pesquisadores da revista UFO, visitaram as Três Pedras, fazendo uma pesquisa sobre Ufologia, ciência que trata de um conjunto de assuntos e atividades associadas com o interesse em objetos voadores não identificados. Eles entrevistaram alguns moradores e relataram acontecimentos, como esses:

[…] Ela está localizada a 250 km da cidade de São Paulo e segundo alguns geólogos, a maior parte dos terrenos da região de Botucatu, Bofete, Pardinho e Itatinga formaram-se durante a era mesozóica [150-200 milhões de anos]. Essa “Cuesta” é uma escarpa com mais de 500 km de extensão e seus pontos mais altos chegam a 900 m de altura formada por basaltos – rochas originadas de derrame de lavas vulcânicas – e de arenito avermelhado – rocha sedimentar-, constituído a partir de dunas fósseis e grãos de areia compactados. Portanto, já foi no seu passado remoto um imenso deserto de dunas. 
Inseridas neste contexto, estão as Três Pedras, com uma extensão de mais de 600m de imponência rochosa de Arenito Botucatu, verdadeiros testemunhos geológicos das transformações no imenso deserto que existia na região da atual “Cuesta” […]
A pedra do meio está relacionada com inúmeros relatos de visualização de UFOs, principalmente à noite, onde estranhas formações luminosas são observadas por moradores locais, entre eles, o da dona Maria e seu filho, que já viram por diversas vezes estranhas bolas de luzes dançando no céu, que designavam com “Mãe de Ouro” ou “Bezerro de Ouro”, interpretando o fato como “coisa ruim” da terra ou “coisa do diabo”. 
Também tivemos a oportunidade de coletar relatos de formação de grandes flashes de luzes que cortavam o céu a partir destas rochas durante vários minutos, até mesmo relatos de sons parecendo um jato atravessando o céu acima das cabeças e logo em seguida ouvia-se uma explosão.
Relatos sobre aparições repentinas de flashes de luzes durante a noite também são comuns. Dona Maria e um amigo já observaram duas estranhas formações circulares no pasto. Numa das reuniões mensais realizadas pelo grupo EXO-X.
Durante nossa pesquisa na Pedra do Meio utilizamos uma bússola de precisão, onde em alguns pontos, a agulha da bússola desviava-se repentinamente na direção desta pedra, evidenciando algum tipo de anomalia ou alteração magnética, mas não pudemos determinar com exatidão a causa desta alteração. 
Numa região ao longo do paredão detectamos interessantes e estranhas marcas sinuosas. Em outra região próxima das Três Pedras, atravessando uma mata relativamente densa dentro de uma propriedade privada no vale do lado sul, chegamos até uma caverna, que inclusive serviu de morada para índios no passado e com inúmeras inscrições estranhas nas suas paredes.

Revista UFO, disponível em: <https://ufo.com.br/noticias/botucatu-e-o-misterio-das-tres-pedras.html>.

Além disso, as Três Pedras, foram referências de localização para os Incas. Há boatos, que no alto da pedra do meio, teria sido um altar de sacrifícios. Duas das três pedras, formam os pés de um gigante, o Gigante Adormecido (desenhado em uma cadeia de morros).

Creio que agora você já pode perceber o quanto a Cuesta é rica em histórias, e que junta com as lendas folclóricas, enriquecem a prática do turismo, até porque todos nós queremos entender melhor a cultura do lugar que visitamos. Se ainda não foi convencido que nossa região é rica culturalmente, continue a leitura!

Lendas da Cuesta

Nós, que vivemos na região, crescemos escutando lendas, como:

  1. Há um tesouro escondido em uma gruta que até hoje não foi encontrado, dizem que foram os Jesuítas que esconderam, após serem atacados e mortos por índios;
  2. O Caminho de Peabiru: conjunto de estradas construídas pelos incas interligando vários pontos do continente americano onde havia um ramal que partia de São Vicente, no Litoral Paulista, passava por Bofete, Pardinho chegando até Botucatu, onde havia entroncamento de estradas e seguia para o Paraguai e Peru, fazendo a ligação do Oceano Atlântico ao Oceano Pacífico. De acordo com o livro Razias, de Celso Prado e Junko Sato Prado, o caminho era coberto de gramíneas especiais que impediam crescimento de árvores, arbustos e ervas daninhas;
  3. A existência de um túnel que liga a região da cuesta até o Machu Picchu (é uma cidadela inca que fica no alto da Cordilheira dos Andes no Peru);
  4. Que os Incas (uma civilização pré-colombiana que habitou a região da Cordilheira dos Andes (América do Sul), entre os séculos XIII e XVI), cruzaram a região dasTrês Pedras, pelo caminho de “Peabiru”, que é um sistema de vias terrestres e fluviais que interligou os povos da América. A rota construída séculos antes da chegada dos colonizadores europeus à América passava pela região da Cuesta;
  5. Bolas de fogo ou luzes que perseguem pessoas à cavalo, de carro e até de trem;
  6. Que as forças magnéticas das 3 Pedras, acabam com bateria de aparelhos eletrônicos, deixam as bússolas confusas e impedem até o tráfego aéreo por cima dela.

Além disso, no Sítio Caetetuba, no município de São Manuel, foram encontrados os achados arqueológicos que comprovam a presença humana mais antiga do Estado de São Paulo.

Encontraram cerca muitos fragmentos de cerâmicas e utensílios, o laboratório Beta Analytic, dos Estados Unidos, fez a certificação que garante que o material tem 11.500 anos. Na área de 55 mil metros quadrados foram resgatados três mil itens, todos do período da pedra lascada (pedra lascada ou paleolítico, refere-se ao período da pré-história que começou há cerca de 2,5 milhões de anos, quando os antepassados do Homem começaram a produzir os primeiros artefatos em pedra).

Espero que você tenha gostado das lendas da Cuesta, e que venha conhecer nossas belezas naturais e nossos pontos turísticos. E quando vir nos visitar, lembre-se que pode estar percorrendo um caminho histórico dos Incas ou que poderá encontrar um tesouro em alguma gruta por aí, mas ao fazer uma trilha, preste atenção: A qualquer momento pode cruzar com um Saci ou encontrar um gigante nas redondezas e ao olhar para o céu a noite, poderá ver um Ovni.

Se você não gosta de lendas, também poderá se divertir em nossa região, pois ela possui uma geografia rica e muito bonita, repleto de verdes vales e cachoeiras que irão proporcionar muita aventura para você, famílias e amigos.


Referências:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Paleol%C3%ADtico
http://www.kaleydos.com.br/

Leia nossos artigos anteriores

A Cuesta de pardinho, é repleta de mistérios, entretanto, as lendas nunca foram desvendadas. Se você deseja conhecer os mitos que rodeiam a região, continue a leitura