A Cuesta de Botucatu
Infográfico: Instituto Itapoty em Atlas da Cuesta.

Cuesta é uma palavra de origem espanhola que indica uma formação de planalto com uma encosta abrupta (front) e outra mais suave (reverso). Sua altitude varia de 550 a 950 metros.

A região faz parte do relevo das Cuestas Balsáticas, que se estende de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, mas é na região dos Chalés da Cuesta que tem os paredões mais altos e as paisagens mais bonitas.

Junto com a Cuesta, temos os Morros Testemunhos, que são vistas privilegiadas para a antiga posição do front da Cuesta, que sofre constante recuo pela erosão. Os mais conhecidos formam o Gigante Adormecido, mas também há as Três Pedras e a Pedra do Índio.

Paisagens da Cuesta

Mirante do Gigante Deitado

Mirante do Gigante Adormecido

A via local Estrada do Picadão proporciona uma vista maravilhosa do Gigante Adormecido (também conhecido como Gigante Deitado). Neste caminho é possível aproveitar a vista do Restaurante Paineira Velha, da Venda do Vivan ou da Tirolesa do Gigante.

Pedra do Índio - Bofete

Pedra do Índio

É um mirante localizado no topo da Cuesta, no município de Botucatu. É o principal ponto para observar as Três Pedras e tem uma vista panorâmica de mais de 30km. Recebe esse nome por se parecer com a cabeça de um índio dependendo da posição que é vista.

Três Pedras - Bofete

Três Pedras

As três pedras formam os pés do Gigante Adormecido e estão localizadas no município de Bofete. Local cheio de mistérios e lendas que envolvem o famoso Caminho do Peabiru, uma rede de estradas feitas pelo povo Inca que tinha como objetivo ligar o Oceano Pacífico ao Atlântico.

Cachoeiras da Cuesta

Véu de Noiva

A cachoeira Véu de Noiva é formada pelo Rio Pardo e tem queda de cerca de seis metros. Ela é ideal para ir com toda a família, de crianças a idosos, pois possui uma boa infraestrutura no local. Tem área de lazer, estacionamento, tobogã aquático, quiosques, churrasqueiras, lanchonete e banheiros públicos. E a trilha é extremamente tranquila, sem nenhum nível de dificuldade.

Cachoeira da Marta

A Cachoeira da Marta tem uma queda de 38m e piscina para banho. O local abriga o vale do Rio Roseira que, além da riqueza vegetal, a região conta com fauna diversificada, com alguns animais já em risco de extinção. A Trilha da Marta tem percurso de curto comprimento (246m), em área relativamente íngreme, equipada em toda sua extensão com escada de madeira de eucalipto tratado.

Cachoeiras da Pavuna

As cachoeiras da Fazenda Pavuna recebem afluentes do Rio Araquá, para depois se juntarem e fazerem parte do majestoso Rio Tietê. São 5 cachoeiras, de 6, 16, 48, 60 e 90 metros. O acesso é por trilha em mata fechada, com trechos perigosos que precisam de acompanhamento e orientação. Portanto, para encarar essa trilha é necessário o monitoramento de guias.

Guia do Turista

Gostou de algumas atrações aqui da Cuesta? Então prepare-se que ainda tem muita coisa para você conhecer. Para te ajudar nessa tarefa, nós montamos o nosso GUIA DO TURISTA para download. Nele você vai encontrar todos os pontos turísticos, passeios, serviços e os principais comércios da nossa região. Com ele em mãos, sua viagem vai ser muito mais tranquila e divertida.

Clique no botão ao lado e acesse o guia turístico da Cuesta!

Acesse grátis o Guia Turístico